31 de dez de 2013

O QUE AS NOTAS ESCOLARES REVELAM? MUITO POUCO


Final de ano, junto com as festas vem as notícias do desempenho acadêmico dos estudantes. Se você é pai sabe o drama, se você é aluno também: ter que repetir o ano, rever tudo outra vez; ter sido reprovado.
Mas não desanime. A escola é uma parte de sua vida e, pasmem, sua vida não se resume a rotina de ir para a escola.
Há muita polêmica sobre os meio de se avaliar nossas crianças. Muitos educadores defendem que a prova é uma forma muito injusta de avaliar alguém, pois há alunos que aprendem e expressam seus aprendizados de formas muito diferentes. Einstein defendia que todos eram inteligentes, o problema é o modo como o sistema educacional aproveita essas inteligências , ou seja, somente a inteligência baseada na memória é reconhecida, o sistema educacional brasileiro se aproveita muito desse modelo e desperdiça muitas potencialidades que não conseguem se encaixar. Quantos de nossos estudantes poderiam desenvolver habilidades incríveis se a escola lhes desse a oportunidade de se expressar?



O que significa tirar um 10 em matemática? Ou o que significa tirar um 0 em português. A vida fora da escola tem outros padrões para medir sucesso e fracasso (mas as pessoas insistem no parâmetro econômico.... pauta para outro post, pois nem todo rico é satisfeito com a vida que leva....)

A principal diferença de sucesso entre a vida escolar e a vida real: na escola estamos treinando para memorizar os conceitos e aplica-los nas provas. Já na vida real tudo o que importa é fazer.

A escola ainda é focada no processo de memorizar e usar aquela informação guardada para aplicar na vida. Hoje no entanto, na era da informação qualquer informação que queiramos está a distância de um toque de celular. No entanto, sucesso na vida real consiste em fazer as coisas certas quando se é necessário fazer algo. E quando chegar na idade adulta ter tirado um 10 em história não vai fazer com que as contas de luz sejam pagas. O que a escola não ensina é resolver problemas, e isso só aprende fazendo.

Outro ponto que os sistemas de ensino não cobrem é a questão da falha: a falha nos ensina muito mais do que tirar um 10. Pois quando falhamos somos obrigados a desenvolver habilidades que possam resolver os problemas, e isso a escola diretamente, não oferece: ou você passa, ou você reprova.

Os grandes pensadores, líderes e empresários de todos os tempos tem sido aqueles que tentaram. Eles eram aqueles que tiravam 5 ou reprovavam. No entanto, falhar não era fator de inteligência, mas a inabilidade de se deixar levar pelas notas e observações superficiais. Bill Gates, Steve Jobs são alguns dos quais atingiram uma incalculável fortuna, sucesso e status sem serem bem sucedidos nas salas de aula. Eles foram, segundo aquilo que a sociedade definiu,  fracassados.

No entanto a inteligência e a paixão que eles tinham em seus projetos se transformou em combustível para que eles pudessem se destacar de todos os outros.

Então, o que significa tirar um 10? Significa que você conseguiu memorizar e aplicar os conceitos naquele teste, naquela hora.... se tudo os elementos mudassem aleatoriamente você fracassaria, e então o que iria fazer?  Lidar com a derrota e o fracasso a escola não ensina e na vida adulta esses elementos são deveras recorrentes. Como diria Rocky Balboa, vencer não é bater forte, é apanhar e apanhar e ainda assim continuar indo em frente!



30 de dez de 2013

COMECE BEM A TUA SEMANA 4

O post de hoje é uma frase atribuída ao artista John Lennon.




Quando tinha 5 anos, minha mãe sempre me disse que felicidade era a chave da vida. Quando eu fui a escola, eles me perguntaram o que queria ser quando crescesse. Eu escrevi "feliz". Eles me disseram que eu não tinha entendido a pergunta e eu respondi que eles não entendiam a vida.

para conhecer um pouco mais sobre os pensamentos dele visite http://pensador.uol.com.br/autor/john_lennon/, ou ouça suas músicas.

26 de dez de 2013

POST ESPECIAL 1 - POLÍTICA 101 PARTE 2








Como prometemos no ultimo post, vamos dar continuidade ao tema: Política 101.

Para quem não sabe o número 101 é usado para se referir a matérias introdutórias em algumas faculdades, daí  temos: Filosofia 101, Literatura 101, etc. Nesse contexto, o foco é bem limitado, se expõe alguns fundamentos para que o aluno possa despertar o interesse, o salto definitivo para se aprofundar no assunto só depende dele. Tendo isso em mente, continuemos nosso post especial.

O processo político do Brasil é complexo: já fomos império, já fomos república,já  fomos ditadura (mais de uma vez) e em 1988 tivemos a consolidação do estado democrático de direito com a promulgação da Constituição de 1988: a Constituição Cidadã, como é conhecida. Nesse documento temos a afirmação e regulamentação dos direitos e deveres dos cidadãos brasileiros e somos norteados por ela até hoje.  A carta magna também dita as regras para o funcionamento de nossa e república e como deve ser a questão dos cargos e dos poderes: O Brasil é uma democracia, o que significa dizer que a população é quem escolhe quem deve governar, ou seja, a população vota para determinar quem estará nos cargos do EXECUTIVO( PREFEITOS, GOVERNADORES E PRESIDENTE) E DO LEGISLATIVO (VEREADORES, DEPUTADOS ESTADUAIS E DEPUTADOS FEDERAIS).

A democracia como conhecemos (mais , ou menos) surgiu na Grécia, a história nos diz que foi por lá que os humanos adotaram pela primeira vez tal forma de governo. Desde então, o ocidente tem lutado para adaptar essa forma de governo nos mais variados países. A Europa, por exemplo, passou um bom tempo sobre o domínio de déspotas, até que no século VXIII a revolução francesa abalou os Estados absolutistas e deu a forma para as democracias modernas. Baseado na teoria dos três poderes atribuída ao pensador Montesquieu, o Estado deveria dividir seus poderes em: Executivo, Legislativo e Judiciário, cada qual com sua função e estes três poderes devem ser equilibrados, ou seja uma determinação do Executivo não pode passar por cima do Legislativo e do Judiciário.

Dado esses dados históricos: o Brasil já passou por várias formas de governo, a Constituição de 1988 é que rege os poderes nos dias atuais e a influência da democracia e o "Espirito das Leis", no próximo post vamos falar de como os nossos governantes chegam ao poder hoje em dia, e explicitar qual a função de cada um dos poderes, e , por fim, entender porque pedir para a Dilma  sair não mudará muita coisa.

24 de dez de 2013

DA MÁ FORMAÇÃO Á MIGRAÇÃO: OS PROFESSORES




O PERFIL DO PROFESSOR NO BRASIL

PEFIL DE QUEM QUER SER PROFESSOR
O DESESTÍMULO
A MÉDIAL ANUAL DO SALÁRIO EM OUTROS PAÍSES
TIROU NOTA 20 NO ENEM 2008 (EM UMA ESCALA DE 0 A 100)
SALÁRIO MÉDIO DO PROFESSOR NO PAÍS
R$ 3.335,00
ALEMANHA – 35 MIL DOLÁRES
MULHER
NA REDE ESTADUAL DO PAÍS
R$ 994,80
COREIA DO SUL – 23 MIL DOLÁRES
ESTUDANTE DE ESCOLA PÚBLICA
 O PISO NACIONAL 1318,00
ESTADOS UNIDOS – 25 MIL DOLÁRES
RENDA FAMILIAR DE ATÉ 2 SALÁRIOS MÍNIMOS

BRASIL 12 MIL DOLÁRES
MÃE QUE NUNCA ESTUDOU

FONTE: MEC/INEP, SENADO FEDERAL


Segundo Mandela, a educação tem um papel fundamental na mudança de nosso mundo. Pensando nisso, o convite para ver como a situação da educação do nosso país está é irrecusável! No post de hoje vamos ver alguns números e entender o porquê da educação no Brasil perpetuar o que está aí, ao invés de mudar o cenário atual.

Segundo pesquisas, apenas 2% dos jovens brasileiros querem ser professores. Muitos afirmam que ser docente é muito importante e respeitam nobre função, entretanto, poucos são os brasileiros  dispostos a seguir tal carreira. O que mais afasta os jovens dessa profissão é a baixa remuneração, o desgaste em dar aulas, além das péssimas condições de trabalho.

Ainda há outros elementos aterrorizantes para as estatísticas para a profissão professor: a maioria dos candidatos para as licenciaturas sofrem de uma formação acadêmica muito fraca, além de serem originalmente de família das quais os estudos nunca foram prioridade. O perfil do profissional da educação é um subproduto da deseducação brasileira. O cenário para a educação não é muito animador, talvez tudo isso seja uma manobra proposital dos que estão no poder, com o fito de perpetuar toda essa situação: uma população sem a devida formação é propensa em aceitar mais os absurdos políticos.

Dado o cenário, é fácil  entender por que muitos professores estão migrando de profissão. A cada dia que passa vejo muitos professores voltando às salas de aula e não é para formação continuada: os professores estão cansados e vão mudar de profissão. Arrisco dizer quem em um futuro próximo haverá uma escassez de mão-de-obra para a educação, afinal o sistema posto empurra os profissionais a procurarem outras formas de subsistência. O bicho professor pode entrar em extinção.


23 de dez de 2013

COMECE BEM A TUA SEMANA 3

O filme waking life é uma obra que convida para a reflexão. Nele há muitas questões filosóficas contextualizadas, o filme é obrigatório para aqueles que estudam filosofia, ou querem conhecer um pouco mais sobre filosofia; além disso a trilha sonora é excelente. Hoje, no comece bem a tua semana há um pedaço do filme que é capaz de, no mínimo, incitar a procura por algo mais na vida. Aposto que acreditar que a vida é pagar impostos e trabalhar não seja nada atraente, então, para vocês que estão perseguindo aquele algo mais me respondam: "Qual é a característica humana mais universal? Medo ou preguiça?"


19 de dez de 2013

POST ESPECIAL 1 - POLÍTICA 101 PARTE 1






Além disso, as manifestações revelaram também uma ignorância profunda do povo brasileiro em relação de como a democracia funciona. Os brasileiros pensam que, e são ensinados a pensar assim, a democracia só acontece no período das eleições; pois depois de assumir o poder os nossos representantes são como entidades inabaláveis, não podem perder o seu poder.

Pensando nisso, resolvemos (com muitas ressalvas) escrever sobre política. Não vamos falar de poder, não vamos falar de partido, o assunto aqui é o básico do básico: começaremos pelas divisões dos pilares do poder em nossa nação: Legislativo, Executivo e Judiciário. A proposta não é de avaliar ou analisar a política brasileira, pois há inúmeros portais de informação que já fazem isso: Carta Capital, Conversa Afiada,  Século Diário, Veja, Época, entre outros ; aliás todo jornal por mais fraco que seja, tem uma parte dedicada a política.

A filosofia também uma boa aliada para o estudo do assunto. Há nomes que já são consolidados como autores em política: Platão( República, Leis), Aristóteles( Política), Hobbes (Leviatã), Machiavel(O Príncipe), Thomas More (Utopia) dentre muitos outros dos quais não nos recordamos agora. Há inclusive uma disciplina da filosofia para isso: Filosofia Política , nessa disciplina há elementos para àqueles que querem mergulhar no assunto.

Explicitado o objetivo e o tema destes posts especiais, falaremos de política. Até porque é preciso desmitificar o ditado popular, precisamos discutir política! 

No próximo post falaremos da origem da democracia e da divisão dos 3 poderes.



17 de dez de 2013

A CRISE DOS 20, PERFEIÇÃO E O MEDO DE VIVER.


Há um texto circulando nas internets que nos conta como é ser assaltado pela "maturidade" aos 20 e poucos anos de idade. Muitas pessoas se identificam com o texto, afinal ele parece descrever uma situação vivida por muitos jovens da famigerada e infame geração Y. Para quem não sabe a geração Y compreende os jovens nascidos entre 1970 e 1990, são pessoas acostumadas com a internet, têm acesso a muita informação e hoje estão se tornando adultos.

O texto é tocante, nos faz refletir, no entanto a condução que ele toma parece diminuir a vontade de explorar o mundo, ao invés de nos encorajar e explorar nossas habilidades: ao terminar de ler-lo um sentimento toma conta do leitor: medo.

Para situações como essas é saudável evocar um contra-ponto mais potente, que nos devolva a alegria de querer arriscar, que nos tire o peso das decisões. Recentemente descobrimos que agir como crianças pode ser uma saída para o peso de tentar tudo de novo. Além disso, um autor pode nos apontar um caminho mais atraente, nos chocalhar e parar com essa besteira de ficar parado diante do medo: "Não é a altura que terroriza; o que aterroriza é o declive. O declive donde o olhar se precipita para o fundo e  a mão para o cume. É aqui que se apodra do coração a vertigem da sua dupla vontade", Nietzsche Assim falou Zaratustra.

Nietzsche, foi reconhecido como filósofo a pouco tempo. Antes disso era apenas considerado uma "personalidade" no meio acadêmico. Sua obra complexa e polêmica tem servido de base para muitos textos de autoajuda, que sequer tocam a superfície dos problemas filosóficos que o autor debate. Há centros de estudos sobre Nietzsche espalhados mundo afora. No entanto, não precisa ser um gênio para captar a mensagem afirmativa em relação a vida que o filósofo quer resgatar perante a terrível mania ocidental de racionalizar a vida e esquecer de viver-la, daí o surgimento de angústias tão grandes e crises como as do 20 anos.

Pensar e refletir sobre a vida e onde queremos chegar não é pecado, na verdade é importante, porém a procura por uma estabilidade por uma vida muito calma pode nos privar do mais interessante: viver. Por isso a mentalidade do metafísico, que Nietzsche «considera como uma covardia perante a realidade», não tolera a imprevisibilidade, a instabilidade e a dor que são características desta: um tal mundo fá-lo sofrer, um tal mundo desgosta-o, um tal mundo é odioso. Determinado por estes sentimentos ou instintos negativos, desejando vingar-se de um mundo que ele é incapaz de suportar e ao qual atribui a causa dos seus sofrimentos, o fraco ou o impotente constrói um mundo artificial à imagem dos seus desejos de segurança e estabilidade, de paz e de continuidade e é de tal modo profundo o seu desejo de que exista esse mundo que o vai transformar em mundo verdadeiramente real ou superior. Ao analisar a génese desse tal mundo, Nietzsche não pode deixar de evidenciar que esse mundo é uma construção da fraqueza perante o único mundo real. Aquilo que o Ocidente se habituou a considerar como a verdadeira realidade, e que em linguagem cristã terá o nome de «reino de Deus» ou «vida eterna», é afinal a miserável invenção de vontades fracas e impotentes, o produto do delírio doentio daqueles que nada mais são do que realidades falhadas, seres impotentes e débeis.


Para um contra-ponto mais imediato, sugiro a leitura do quadrinho perfeição, pois nele há uma visão de como podemos desperdiçar nossa vida se nos redermos ao medo e aos planos que nunca iremos realizar e como podemos no arrepender por não tentar, por ter medo de errar!
















16 de dez de 2013

COMECE BEM A TUA SEMANA 2







Quebrando um pouco o protocolo deste espaço, hoje trago uma imagem para começar bem a tua semana. 



Para ver mais imagens legais como essas acesse: www.maentis.com

12 de dez de 2013

PERGUNTA QUORA 1

Para quem não conhece há uma plataforma de pergunta e respostas na Internet chamada Quora. Nesse site as pessoas depositam perguntas e a comunidade responde de forma inteligente as perguntas. Inclusive, há pessoas famosas respondendo às perguntas.
O empecilho é  que o site é em inglês, mas se você domina bem o idioma pode encontrar perguntas interessantes. Vale lembrar que o que é importante não são as respostas, como o nos mostrou Douglas Adams, daí o charme dessa plataforma. Há diversas categorias lá: desde filosofia até cultura pop e uma das perguntas mais votadas e respondidas dessa semana chama atenção:





A melhor resposta, votada pela comunidade:

"Tempo para crescer e dar a você mesmo uma melhor infância. Deixe me explicar através de Bill Gates o cultivador de batatas."

Você sabe como qualquer um pode ser o que quiser , certo? Bem, eles não podem.

Se Bill Gates tivesse nascido em uma época diferente - ou apenas uma cidade diferente - ele poderia ter passado seus dias como um camponês analfabeto recolhendo batatas com as mãos.

A sua realidade importa. A infância de Bill teve o que mais importava : a oportunidade de tropeçar em cima o que ele nasceu para fazer, e ficar completamente maluco sobre fazer o que gostava.

Poucos têm tanta sorte , mas ainda há esperança para o resto de nós.

As crianças são geniais

Nós raramente elogiamos a pessoas por agir como uma criança . O mundo está sempre nos dizendo para "crescer" e " assumir a responsabilidade " , como se qualquer outra coisa fosse um erro no sistema. Pelo contrário - comportamento infantil pode ser muito brilhante.

Crianças tentam muitas coisas . Coisas estúpidas, como comer solo ou rolar no gelo . As crianças  são destemidas e implacáveis.
As crianças não sabem o que não sabem . Então, eles questionam tudo.
As crianças ficam facilmente entediadas . Elas vivem em mundos de fantasia , pois a realidade presente é limitante.

Tal comportamento é espetacularmente bom para descobrir o mundo e seu papel nele . Agir como uma criança é uma excelente maneira de explorar seus limites e deduzir seus pontos fortes. Idealmente, na sua infância é quando você se depara com as suas paixões , deixando seus anos adultos se concentrar neles .

Infelizmente muitos de nós - como Bill da fazenda de batatas - não têm tanta sorte . A boa notícia é que a vida moderna lhe dá mais chances do que nunca para corrigir isso.

Filhos adultos

Comportamento infantil é geralmente desaprovado como um adulto.

A grande vantagem de ser um adulto é que você pode dirigir -se . As crianças não têm a liberdade ou a consciência para orientar o seu próprio desenvolvimento . Talvez a sua infância não foi o que poderia ter sido - mas você pode corrigi-lo agora :

Brinque. A primeira vez que o bebê John Lennon pegou uma guitarra , eu duvido que ele correu sério uma análise custo-benefício . Se você está tentando algo diferente,  não tenha muita pressa levar a sério o que está fazendo. Tente  simplesmente desfrutar. O esforço virá se a paixão está lá.

Seja imprudente. Se você realmente não sabe o que você quer fazer , você vai ter que tentar coisas que você não tenha feito ainda. E você falhará - e muito - ao tentar muitas coisas diferentes , a maioria dos quais não funcionarão. Crianças se arriscam  muito mais, porque elas não se preocupam com as consequências . Convido você a fazer o mesmo. Se ajudar,torne o arriscar parte da sua identidade. 

Questione tudo . Você sabe como todo mundo  que o mundo era plano , até provarem que não era . Você tem crenças limitadoras semelhantes como essas, tais  como " os artistas não ganham dinheiro" ou "Eu não sou inteligente o suficiente para fazer isso ." Talvez, mas você tem verificado ? Já experimentou - realmente tentei , como uma arma é apontada para os seus joelhos - para encontrar uma alternativa? A maioria das pessoas realmente bem-sucedidas não apenas encontraram uma maneira , elas criaram uma.

Ignorar a realidade. Você sabe como as crianças sempre sonham em se tornar astronautas , estrelas pop e  robôs gigantes, certo? Barreiras não se aplicam quando você tem cinco anos de idade. E ao mesmo tempo que pareça ser um hábito estúpido que você seria sábio para crescer e parar de pensar assim , se você não tem certeza do que você quer fazer , não tenha tanta pressa para matar seus sonhos. Explore o impossível. Muitas vezes não te leva a exatamente o que você procura (digamos andar na lua ), mas você pode encontrar outra coisa  (como amor à ciência que pode motivar uma carreira inteira ) . Você não pode saber isso com antecedência . Apenas se atreva a seguir , onde o seu coração leva-o .

As possibilidades são, mesmo se você não saiba o que queira,  a sua infância , pelo menos, deixou -lhe algumas sugestões . Existem coisas que você pensa com carinho , mas nunca teve tempo para fazer ? Comece por aí .

O grande consolo que você tem é que - em virtude de leitura - você automaticamente tem opções melhores do que produtor de batatas Bill . O acesso à totalidade do conhecimento humano ( O Google), por exemplo. Melhor economia . E mais liberdade do que a maioria de seus avós jamais poderia conceber .

Agora saia e se  divirta .


Tradução Nossa.

10 de dez de 2013

GERAÇÃO "NEM, NEM" E O MELHOR RESULTADO NO PISA DO PAÍS. CONTRADIÇÃO?





Na semana passada duas notícias chamaram atenção dos educadores sérios do solo capixaba.
Uma delas é a constatação do IBGE que cerca de 24% dos jovens estão fazendo "nada"(do ponto de vista mercadológico da vida).
Outra notícia foi a de que o Espírito Santo foi o estado brasileiro que teve os melhores índices no Pisa.

Primeiramente, parabéns aos professores e alunos que atingiram este índice.

O Estado do Espírito Santo certamente irá se aproveitar muito da segunda notícia e irá ignorar o fato que cerca de 24% dos capixabas de idade escolar estão fora da sala de aula. Há algo estranho aí, considerando que o Brasil apresenta  baixa taxa de emprego, um quarto (praticamente) dos jovens estão na rua. Provavelmente boas coisas eles não estão fazendo.

Embora seja um rede de ensino que tenha "bons" resultados, não é uma rede que atraía 100% de seu público. Obviamente que há muitos fatores que influenciam a ida e permanência dos alunos em escolas. Às vezes, a vida não permite que se empenhem aos estudos. O problema é que o ensino médio é parte do círculo básico de formação dos cidadãos. Hoje, a maioria dos cargos mo mercado de trabalho exige o diploma de ensino médio.

Enquanto isso, o governo faz propagandas de grandes investimentos em segurança, principalmente depois das manifestações de junho e pouco em educação. Para se ter uma ideia, em período de um ano (2012-2013) houve dois concursos para a polícia militar e um concurso para professores da rede estadual. "Mas tem concurso de designação temporária." Agora a pergunta, será que um contrato de um ano motivará um compromisso profissional? Prioridades são prioridades e esses fenômenos já indicam muita coisa sobre a política do governo estadual.

Há três elementos aí: "bom desempenho" em uma prova de avaliação internacional, 24% dos jovens fora da escola e um massivo investimento em segurança. Se os especialistas em educação estão certos, a consequência de uma educação sólida é a diminuição dos índices de violência, como acontece na Holanda, cujo o modelo de educação é invejável. Porém, isso não acontece por aqui. Duas hipóteses: 1. veremos as consequências boas disso no futuro, ou 2. a educação capixaba é ruim, mesmo atingindo "bons" resultados.

9 de dez de 2013

COMECE BEM A TUA SEMANA 1


"QUANDO SE SENTIR QUE PRECISA CRITICAR ALGUÉM, APENAS LEMBRE-SE QUE AS PESSOAS DESTE MUNDO NÃO TIVERAM AS MESMAS VANTAGENS QUE VOCÊ TEVE."  F. SCOTT FITZGERALD [THE GREAT GATSBY]

8 de dez de 2013

SINGELA HOMENAGEM

Nossa singela homenagem a um grande homem!


AVISO






Com a alegria de ver um número de 1400 visualizações em uma semana, me vejo obrigado a manter uma regularidade e controle de qualidade neste blog. Para tanto, resolvi dividir os dias dos posts, assim evito de cair na tentação de escrever muitas coisas irrelevantes neste espaço. É claro que vou tentar me manter fiel à agenda, mas pequenas alterações podem acontecer.

Para ser honesto com meus leitores e criar um padrão vou tentar seguir a seguinte trilha:

Às Segundas: Comece bem a tua semana.

Essa parte do blog será destinada a frases e pensamentos inspiradores, assim os leitores poderão ter aquela dose extra de ânimo para começar a semana.

Às Terças: Artigos Originais.

Neste espaço me dedicarei a trazer reflexões próprias sobre assuntos variados. Vou tentar focar em Filosofia e Educação, porque são assuntos que me identifico mais.

Às Quartas: Humor.

Imagens, vídeos ou textos engraçados.

Às Quintas: Postagens Especiais.

Trazer postagens especiais, educativas, ou séries de postagens sobre um assunto. Confesso que isso vai demandar mais de mim, afinal será a primeira fez que me aventurarei na área jornalística.

Às Sextas: Tirinhas.

Já às Sextas, trazer tirinhas que façam pensar ou fazer rir. Afinal, na sexta todo mundo que relaxar.

Desde modo leitores, vocês podem saber o que esperar deste blog. Se gostarem espalhem, se não gostarem me contem.


6 de dez de 2013

REFORÇO ESCOLAR COM O... YOUTUBE? SIM, É VERDADE.

Aquela galera que está pensando em prestar vestibular pode contar com mais um aliado. Além de se dedicar na escola, agora a internet pode ser uma ótima aliada. Tudo isso porque o Youtube lançou uma plataforma de aulas online e em português para temas do ensino médio.  As disciplinas  ofertadas são: Biologia, Física, Língua Portuguesa , Matemática e Química

Sem enrolação, aí vai o link e bom estudos!

http://www.youtube.com/channel/UCs_n045yHUiC-CR2s8AjIwg



Sapere aude!!!

5 de dez de 2013

TRABALHO

Há pessoas que julgam a vida de outros pelo o que elas fazem no campo profissional. Se é bem sucedido é uma boa pessoa, se é mal sucedido é uma má pessoa.

Para quebrar um pouco o paradigma desse ciclo artistas argentinos produziram uma animação. Em um mundo bizarro, um trabalhador é acordado pelo seu despertador .Três pessoas são sua mesa e cadeira, uma mulher é o cabideiro do personagem. O Vídeo mostra como nos deixamos ser usados e também como usamos as pessoas na relações de trabalho: é claro que,  por ser uma criação artística tudo é mais acentuado, mais explícito!

Sem mais, assista o vídeo e boas reflexões:


4 de dez de 2013

COMECE SEU TREINAMENTO JEDI JÁ!



Quem nunca sonhou em poder usar a força? Ou de ser um cavaleiro Jedi? Isso, hoje em dia, é impossível, mas já possível fazer um programa de exercícios que pode te deixar apto a ser um cavaleiro Jedi! Confira!



Aposto que um mês de treinamento já se pode sentir a diferença! Intenso!

3 de dez de 2013

POR UMA EDUCAÇÃO PROVOCATIVA

Escrever ou falar sobre a educação em um blog pode ser simplista demais. Há inúmeras pessoas estudando a melhor maneira de se educar nossas crianças. Questões sócio-econômicas, ambiente, condição de trabalho dos professores, políticas públicas para educação, fracasso escolar etc, são muitas coisas a serem pensadas e praticadas pelo corpo pedagógico e pelos governantes.
Apesar disso tudo, há esperanças. Para tornar o processo ensino-aprendizagem mais atraente Rubem Alves aposta na curiosidade, atributo marcante das crianças.


O desafio para os professores é incorporar essa interação em seus planos de aula,

2 de dez de 2013

CARROS, FETICHES E O PREÇO QUE PAGAMOS – OU AS INDUSTRIAS DE TRÁS DE UM CARRO.






(que legal, só que não!)


O passeio de carro é agradável. Permite aos seus donos viajarem longas distâncias em poucos minutos. As propagandas de carros sabem explorar tudo isso, a experiência de se transportar de um ponto da cidade ao outro parece ser a experiência estética mais sublime de todas.
Ter um carro não é somente uma questão de poder se transportar por aí livremente, é uma questão de status; quanto mais caro o carro, maior será a tua pica. Às vezes, se esquece do propósito de um carro: de nos levar de um ponto ao outro, com segurança e agilidade. Ao comprar um carro, não se compra unicamente a comidade, se compra também as ideias de poder, liberdade e sucesso: opa! Já ouvi esse papo antes... Paga-se mais do que o valor de uma coisa pelo simples fato de nela estar embutido outros valores: fetiche. Karl Marx, teórico e estudioso da economia descreve que fetiche é o fenômeno social e psicológico onde as mercadorias aparentam ter uma vontade independetes de seus produtores (Marx, O Capital. São Paulo: Abril Cultural, 1983. p. 71.) Como exemplo, esses comerciais:






As ideias vendidas além dos carros são, nos exemplos: conquistas que vem de longe e culminam na aquisição do carro, e no segundo exemplo, quem tem aquele carro está indo bem. E quem não tem esses carros, sutilmente, podem ser classificados como fracassados, ou que não estão indo bem. O pobre o operário que apertou a rebimboca da parafuseta de mais de 10 mil carros mal sabe disso, pois não há de glorioso na montagem desses carros. Provavelmente, as pessoas quem montam esses carros sequer têm condições de adquirir um. Para que tudo isso passe despercebido, os consumidores finais são seduzidos e para tanto, há a industria da propaganda trabalhando forte para te convencer a levar esse carro, não importa como!


As industrias por de trás dos carros
Vender um carro não é tarefa fácil, convencer alguém de que ela precisa de um carro, que ela precisa se endividar para adquirir uma caixa de metal que viajando a um velocidade baixa pode matar você e a tua família. Para isso existe a propaganda e, a cada dia que passa, elas se tornam mais eficazes, apelando para as emoções, e a todo modo querendo massagear o ego de seus consumidores.
Não é somente isso, há planos e planos nos bancos para facilitar a aquisição dessas máquinas. Juros, sobre juros, uma coisa que você comprou por 20 mil, vai te custar uma dívida de 30 mil ao final do processo e valer no máximo 10 mil para o preço de revenda, isso em uma perspectiva moderada.
As empresas não estão sozinhas para te convencer a comprar um carro. O governo também quer!! Pois a compra de carros gera muitos impostos (http://bd.camara.leg.br/bd/bitstream/handle/bdcamara/3863/automoveis_tributos_silva.pdf?sequence=1) IPVA, IPI, taxas de Detran, rodízios de carros nas grandes cidades etc. O setor de combustível também leva um pouco do seu dinheiro também: afinal é preciso manter-lo andando e para isso se faz necessário usar o combustível. O dono da oficina também ganha, pois sem manutenção um carro não funciona e, periodicamente, lá está você trocando o óleo do motor do seu carro ( se tudo estiver bem) .
Ao comprar um carro, certamente, ninguém espera que ele seja roubado, ou danificado. Para tanto há outro setor que lucra: seguros. E quanto mais caro o carro, maior o valor do seguro( entre outros critérios: idade, sexo, etc). Em muitos casos, o banco que faz o financiamento do carro é o mesmo que faz o seguro daquele carro, jackpot!
Essas são as industrias que lucram diretamente com os carros, sem mencionar o óbvio: as montadoras. Outras industrias lucram indiretamente com a cultura dos carros: a farmacêutica, a médica, e a de estética/fitness.
Ao invés de usarmos nossas bikes para nos exercitar diariamente indo ao trabalho, ou à escola, vamos de carro, ou de ônibus.


( um minuto de silêncio para queles que estão presos no trânsito a caminho da academia para andar de bicicletas ergométricas)
Sedentarismo: doenças cardiovasculares, pessoas insatisfeitas com seus corpos, depressão, stress com o trânsito... dá para imaginar o estrago... e para todo dano há sempre uma fórmula mágica, eficiente e que pode ser paga em suaves prestações: remédios, consultas, tratamentos, planos de academias. Talvez aquele papo de mais bicicletas nas ruas não seja um coisa de hipponga alobrado...
Enquanto isso, as bicicletas são sobretaxadas(http://oglobo.globo.com/economia/imposto-sobre-bicicletas-no-brasil-de-405-contra-32-dos-tributos-sobre-carros-10670326) e as políticas públicas para cidades com mais ciclistas do que motoristas são incipientes no Brasil, com execessão de algumas cidades no Brasil (http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2013/11/onibus-vai-transportar-bicicletas-pela-terceira-ponte-a-partir-de-segunda-feira-18.html).